Escrita e(m) partilha

O tema desta semana é a palavra Discernimento:

DISCERNIMENTO

É muito importante na nossa jornada espiritual irmos desenvolvendo algumas virtudes que irão auxilia-nos para a chegada no nosso objetivo; o conhecimento do SER(Atma).
O discernimento é uma virtude fundamental no processo de ascensão, pois nos ajudará a diferenciar as verdades de meias verdades ou ilusões. Muitas vezes estamos vagando no passado ou nos projetando no futuro, sendo que essas dimensões ilusórias de tempo acabam por interferir no nosso instante, ocasionando uma distorção na realidade experienciada, dificultando-nós usufruir o nosso estado de presença. Com discernimento nós poderemos ver, onde a ignorância está estagnada
no nosso Ser. E é também um requisito para a aceitação, da realidade presente que pode está gerando muita euforia ou aversão.
Nós estamos interagindo constantemente no meio ambiente onde vivemos e somos influenciados frequentemente, vozes externas e internas a optar. Uma pessoa com discernimento terás a sagacidade necessária para obter uma compreensão geral de cada situação e ser assertivo nas suas escolhas.
Quando nós estamos receptivos e determinados no propósito maior, nós também estaremos nos preceitos do bom senso e da lucidez.
Pois tudo está no seu processar, fluindo naturalmente na linha do AGORA com as bençãos de īśvara.

Aluna: Aildes Andersen

DISCERNIMENTO

Querido discernimento, que face você tem?
Me parece ser a de um sujeito leve
Sempre sorridente
Que caminha precisamente
E não se deixa perturbar pelas ondulações da mente.

Ou a de um observador
Que usa seu filtro com louvor
E em meio a toda falácia
Consegue extrair a verdade tão desejada.

Serás tu parecido com o olhar aparentemente distraído
Daquele que mesmo no meio do furacão
Sempre encontra a solução.

Também já ouvi dizer que tu és a espada
Sempre afiada
Capaz de cortar toda ilusão
Que tenta atrapalhar nossa concentração.

Sejas como for
Espero tê-lo sempre comigo
Para que diante do iminente perigo
Me tires das garras da emoção
Dos pensamentos iludidos
E me impeças de cometer a ação
Que pode me levar para longe do equilíbrio
Que é estar sempre comigo
Seguindo na direção da união
Não sendo atingida
Pelo sofrimento aparente
Pois sou a perene semente
Que tudo originou.

Aluna: Licia Medeiros

FACULDADE DE DISCERNIR

Há critérios que nos dão capacidade para avaliar…
Uma escolha que faz a distinção.
A apreciação do que nos é pedido e permite
perceber com clareza…e fazer!
Ao estabelecer as diferenças,
identificamos as características que em nós
evidenciamos necessidade de iluminar.
E por entre outras possibilidades várias,
identificamos com propriedade o caminho a seguir.

Aluna: Carla Santos

DISCERNIMENTO

És o amigo que se quer por perto
Atento a tudo
a todo o momento
Sabendo sempre o errado e o certo.

És como o juiz,
austero na sua toga,
senhor da verdade
que nunca se engana
nem se magoa.

Quero-te a meu lado
como só tu sabes estar
nessa tua forma
racional de observar

Quero-te a meu lado,
quase sempre
outras vezes…
mais atrás ou mais à frente,
um pouco como um pai
que nos deixa correr,
nos deixa errar.

Quero-te comigo
mas…como amigo dá-me espaço.
Preciso sentir o sabor da emoção,
a incerteza da decisão,
o amargo de quando não tenho razão.

Sabes?…
Às vezes sinto que te falta cor.
É que o mundo não é a preto e branco.
O mundo é cheio de tonalidades que brilham.

Eu quero-te a meu lado,
e tu também,
por isso peço-te…
deixa que seja eu
a ir ao teu encontro,
deixa que seja eu a dar-te a mão.

Aluna: Adelina Carvalho

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.