ज्योतिष – JYOTIṢA – 8

Chandra (Lua)

Enquanto que Sūrya (Sol) representa o princípio masculino, Chandra (Lua) representa o princípio feminino. Sūrya é fonte de luz e de vida e Chandra tem como papel refletir a sua luz, por fases, administrando-a e distribuindo-a por todos os seres vivos. Sūrya e Chandra são imprescindíveis à vida e juntos constituem o suporte de um mapa natal.

Chandra está ligada à mente, manas. Tal como os pensamentos, Chandra movimenta-se de forma rápida e é oscilante. Chandra relaciona-se com os nossos processos mentais, emocionais e (in)decisões. Tal como o ser humano, cuja mente é influenciada por diversos agentes externos (pessoas, situações, etc.), também Chandra é extremamente suscetível às influências de outros grahas (planetas). Onde Chandra está no nosso mapa, podemos verificar a forma como lidamos com o ambiente à nossa volta, com as nossas emoções e com o nosso passado.

Na astrologia védica Chandra é considerado o graha mais importante. Desta forma, é muito habitual também ser utilizado como ascendente a posição de Chandra no mapa natal. Na verdade, geralmente um astrólogo védico faz as suas análises considerando dois ascendentes: o ponto do ascendente propriamente dito e a posição lunar. Esta é uma das grandes diferenças relativamente à astrologia tropical.

 Outros nomes para Chandra são: Soma, Indu, Sitadyuti, Niśākara, Sitāṃśu, Udupati, Vidhvu. Chandra está associado essencialmente a Kṛṣṇa.

Nos textos clássicos, temos a seguinte descrição: “Soma é muito ventosa (vāta) e fleumática (kapha). O seu corpo é arredondado e ela detém conhecimento. Sua aparência é auspiciosa, a fala doce e, além disso, é muito luxuriosa e inquieta.”.

Governante da noite, Chandra está também intimamente ligado ao conceito das nākṣatras. Estas são asterismos, mansões lunares ou constelações de 13 graus e 20 minutos cada, que corresponde a uma divisão zodiacal em 27 partes, cada uma com a sua especificidade e deidade associada, e representam, na mitologia, as 27 esposas de Chandra Deva. Na medida em que Chandra leva aproximadamente 27 dias a dar a volta completa ao zodíaco, é referido que Chandra se deitaria cada noite com uma esposa diferente. Dado aos prazeres, Chandra acaba por receber influência de cada uma das nākṣatras, sendo que também esse facto é extremamente relevante na análise da personalidade de um jīva. Este tema das nākṣatras será alvo de análise mais profunda numa edição posterior, dada a imensidão e importância deste assunto.

Caraterísticas de Chandra

É de natureza feminina e noturna, essencialmente ligada ao elemento água, associada à cor branco, rege a direção noroeste e a segunda feira. Pertence àvarṇa dos vaiṣyas (comerciantes). De natureza sattvica, apresenta caraterísticas saumya (gentis) na quinzena brilhante/crescente (Śuklapakṣa)e caraterísticas mais krūra (cruéis, ásperas) na quinzena escura/minguante (Kṛṣṇapakṣa). É determinante para a força e bom estado de Chandra num mapa, a sua luz. Na fase cheia, pūrṇimā, Chandra detém máxima luz e outorgará bons frutos. Por sua vez na fase nova, amāvásyā e no dia anterior a este (14º dia da quinzena escura), Kṛṣṇa Chaturdashi, Chandra detém pouca ou nenhuma luz. Este é um fator de grande debilidade.

 É regente do signo caranguejo/câncer (rāśi karka), exalta-se no signo de touro (rāśi vṛṣabha) e tem a sua debilitação no signo de escorpião (rāśi vṛścika).

 As melhores posições por casa (bhāvas) num mapa para Chandra são o bhāva 4 (onde detém máxima força) e os bhāvas 1, 2, 5, 7, 9, 10 e 11.

Os grahas amigos de Chandra (Lua) são Sūrya (Sol) e Budha (Mercúrio). Todos os outros grahas são neutros. Chandra não possui grahas inimigos.

Chandra, no bhāva 1 é significador de saúde e corpo, no bhāva 2 de alimentos, no bhāva 4 é significador de lar, mãe, emoções e mente e no bhāva 11 representa amigos. 

Alguns dos seus principais significados são: família, mãe, emoções, nutrição, mulheres, sono, sonho, memória, imaginação, intuição, água, lar, mente, sentimentos, fertilidade, infância, maternidade, popularidade, líquidos, felicidade.

Quando bem-disposto num mapa (bem configurado e bem posicionado por signo e casa e com bastante luz), pode manifestar qualidades como gentileza, sensibilidade, popularidade, humanismo, tolerância, compaixão, recetividade, tranquilidade, paciência, confiança, devoção, mentalmente estável.

Por outro lado, quando mal posicionado/configurado num mapa (mal configurado e mal posicionado por signo e casa e com pouca luz), pode revelar, entre outras, caraterísticas como instabilidade, oscilação, timidez, depressão, dependência, fraqueza, mente instável, mentiras, caraterísticas temperamentais, ansiedade.

Relativamente ao corpo, podemos associar Chandra aos fluídos e secreções (urina, sangue, saliva, muco), ao sistema linfático, cérebro, face, seios, estômago, pulmões e olho esquerdo.

Está associado às doenças de vāta e kapha, aos problemas mentais, depressões, nervosismo, distúrbios emocionais, problemas de sangue (anemias) e do sistema linfático, a problemas do sono, de visão, de estômago, do foro respiratório, problemas de nutrição e apetite, desordens menstruais, doenças dos seios e aparelho reprodutor feminino.

Hari Om

Maria João Coelho

Foto: https://www.pinterest.pt/amp/pin/855754366666202510/

3 Comments

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.